A aprendizagem da docência aportada no PIBID: apontamentos iniciais

Autores

DOI:

https://doi.org/10.25757/invep.v11i2.265

Resumo

O texto aborda a aprendizagem da docência na formação inicial de discentes de Pedagogia que participaram do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência – PIBID em uma universidade pública estadual situada no Nordeste brasileiro, no período de 2014 a 2016. A análise focaliza aportes da experiência formativa vivenciada no âmbito do PIBID no fortalecimento dos saberes docentes fomentados durante a formação inicial visando à aprendizagem da profissão docente. Os dados empíricos decorrem de um estudo de caso qualitativo do tipo instrumental, caminho que envolveu a técnica da entrevista, realizada com duas bolsistas do PIBID vinculadas ao subprojeto de Pedagogia. Evidenciou-se que o Programa é identificado como contexto ímpar de adensamento da formação, sobretudo, no que concerne à consolidação da aprendizagem dos saberes docentes constituídos durante a formação inicial.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografias Autor

Sandy Lima Costa, Universidade Estadual do Ceará

Mestra em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Estadual do Ceará - PPGE/UECE. Professora efetiva do município de São Gonçalo do Amarante - CE. Graduada em Pedagogia pela UECE.

Isabel Maria Sabino de Farias, Universidade Estadual do Ceará

Professora Associada do Centro de Educação da Universidade Estadual do Ceará (UECE). Docente permanente do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE) da UECE. Possui Estágio Pós-Doutoral em Educação pela Universidade de Brasília (UNB); Doutorado e mestrado em Educação Brasileira pela Universidade Federal do Ceará (UFC); Especialista em Metodologia do Ensino Superior pela PUC/MG; Licenciada em Pedagogia pela UECE. 

Eunice Andrade de Oliveira Menezes, Universidade Federal do Cariri

Pedagoga pela Universidade Estadual Vale do Acaraú (2001), especialista em Gestão Educacional pela Faculdade Sete de Setembro (2012), mestre em Educação pela Universidade Estadual do Ceará (2012), doutora em Educação pela Universidade Estadual do Ceará (2017). Professora da Universidade Federal do Cariri.

Referências

AMBROSETTI, N. B.; NASCIMENTO, M. G. C. A.; ALMEIDA, P. A.; CALIL, A. M. G. C.; PASSOS, L. F. (2013). Contribuições do Pibid para a formação inicial de professores: o olhar dos estudantes. Educação em Perspectiva, Viçosa, v. 4, n. 1, pp. 151-174. DOI: https://doi.org/10.22294/eduper/ppge/ufv.v4i1.405. Acesso em: 20 mar. 2021.

ANDRÉ, M (2013). O que é um estudo de caso qualitativo em educação? Revista da FAEEBA, Salvador, v. 22, n. 40, pp. 95-103. Disponível em: https://www.revistas.uneb.br/index.php/faeeba/article/view/7441. Acesso em: 20 abr. 2021.

ARAÚJO, E. S (2003). Da formação e do formar-se: a atividade de aprendizagem docente em uma escola pública. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação da USP, São Paulo, 2003.

BACELLAR, C (2008). Uso e mau uso dos arquivos. In: PINSKY, C. B. (Org.). Fontes históricas. 2 ed. São Paulo: Contexto, 2008.

BARDIN, L (2016). Análise de conteúdo. Tradução de Luís Antero Reto e Augusto Pinheiro. São Paulo: Edições.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, Diário Oficial da União, Brasília, DF, 23 dez. 1996. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9394.htm. Acesso em: 10 abr. 2021.

BRASIL. EDITAL MEC/CAPES/FNDE Nº 1/2007. Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência. Brasília, 2007. Disponível em: http://www.capes.gov.br/images/stories/download/editais/Edital_PIBID.pdf. Acesso em: 18 abr. 2021.

BRASIL. EDITAL Nº 02/2009. Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência. Brasília, 2009. Disponível em: http://www.capes.gov.br/images/stories/download/bolsas/Edital02_PIBID2009.pdf. Acesso em: 18 abr. 2021.

BRASIL. Ministério da Educação. Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência. Detalhamento do projeto institucional. Universidade Estadual do Ceará, Fortaleza, 2009. Disponível em: http://www.uece.br/pibid/dmdocuments/Proposta%20Institucional%20UECE%202009.pdf. Acesso em: 18 abr. 2021.

BRASIL. Ministério da Educação. Decreto nº 7.219, de 24 de junho de 2010. Dispõe sobre o PIBID – Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 24 jun. 2010. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2010/decreto/d7219.htm. Acesso em: 18 abr. 2021.

BRASIL. Programa de Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência – PIBID UECE. Detalhamento do subprojeto de Pedagogia. Universidade Estadual do Ceará, Fortaleza, 2013.

CANDAU, V. M. (Org.) (1997). A Didática em questão. 14ª edição. Petrópolis, Rio de Janeiro: Editora Vozes.

CARVALHO, J.do P. F. de; SILVA, J. L. B. da; SILVESTRE, M. A.; PINTO, U.de A (2015). Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência: apontamentos sobre editais e formação de professores da Educação Básica. In: FARIAS, I. M. S. de; JARDILINO, J. R. L.; SILVESTRE, M. A. (Orgs.). Aprender a ser professor: aportes de pesquisa sobre o PIBID. Jundiaí, SP: Paco Editorial, pp. 15-29.

CARVALHO, I. A. da S.; GONÇALVES, S. da R. V (2020). Contribuições das disciplinas de inserção do curso de pedagogia da FURG para a formação docente. RECC, Canoas, v. 25, n. 1, pp. 179-196. DOI: http://dx.doi.org./10.18316/recc.v25i1.5624. Acesso em: 15 abr. 2021.

COSTA, S. L (2017). Contribuições do PIBID para a aprendizagem da docência no Curso de Pedagogia da UECE. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) – Universidade Estadual do Ceará, Fortaleza, 2017.

CUNHA, M. I. Da (2004). A docência como ação complexa: o papel da didática na formação de professores. In: ROMANOWSKI, J. P., MARTINS, P. L. O.; JUNQUEIRA, S. R. A. (Orgs.). Conhecimento local e conhecimento universal: pesquisa, didática e ação docente. Curitiba: Champagnat, 2004, pp. 31-42.

FABRIS, E. H.; OLIVEIRA, S. De (2013). Pibid e as aprendizagens sobre a docência na relação universidade e escola. Linhas Críticas, Brasília, DF, v.19, n.39, pp. 429-448, DOI: https://doi.org/10.26512/lc.v19i39.4156. Acesso em: 12 mar. 2021.

FARIAS, I. M. S. de; ROCHA, C. C. T (2012). PIBID: uma política de formação docente inovadora? Revista Cocar, Belém, v. 6, n.11, pp. 41-49. DOI: http://dx.doi.org/10.31792/rc.v6i11. Acesso em: 18 abr. 2021.

FARIAS, I. M. S. de; SALES, J. de O. C. B.; BRAGA, M. M. S. de C.; FRANÇA, M. do S. L. M (2014). Didática e docência: aprendendo a profissão. Brasília: Liber Livro.

FARIAS, I. M. S. de; JARDILINO, J. R. L.; SILVESTRE, M. S. (Orgs.) (2015). Aprender a ser professor: aportes de pesquisa sobre o PIBID. Jundiaí: Paco Editorial.

FARIAS, I. M. S. de; JARDILINO, J. R. L.; SILVESTRE, M. A.; ARAÚJO, R. M. B. De (2018). Pesquisa em Rede: diálogos de formação em contextos coletivos de conhecimento. Fortaleza: EdUECE.

GARCIA, C. M (1999). Formação de Professores: para uma mudança educativa. Porto-Portugal: Porto Editora.

GATTI, B. A.; ANDRÉ, M. E. D. A.; GIMENES, N. A. S.; FERRAGUT, L (2014). Um estudo avaliativo do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID). São Paulo: FCC/SEP.

MENEZES, E. A. de O (2017). A pesquisa como potencializadora da reflexão crítica sobre a formação e a prática docente: um olhar sobre a experiência formativa do PIDIB–UECE. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Fortaleza, 2017.

MINAYO, M. C. de S (2010). Técnica de análise do material qualitativo. In: MINAYO, M. C. de S. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. São Paulo: Hucitec, pp. 303-360.

MIZUKAMI, M. da G. N; REALI, A. M. M. R.; REYES, C. R.; MARTUCCI, E. M.; LIMA, E. F. de; TANCREDI, R. M. S. P.; MELL, R. R. De (2002). Escola e Aprendizagem da Docência: processos de investigação e formação. São Carlos: EdUFSCar.

NOFFS, N. de A.; RODRIGUES, C. R (2011). Andragogia na Psicopedagogia: a atuação com adultos. Revista Brasileira de Psicopedagogia, v. 28, nº 87, pp. 283-292. Disponível em: http://www.revistapsicopedagogia.com.br/detalhes/159/andragogia-na-psicopedagogia--a-atuacao-com-adultos. Acesso em: 12 mar. 2021.

NÓVOA, A (2015). Professores para 2050. In: FARIAS, I. M. S. de; JARDILINO, J. R. L.; SILVESTRE, M. S. (Orgs.). Aprender a ser professor: aportes de pesquisa sobre o PIBID. Jundiaí: Paco Editorial, pp.11-13.

PIMENTA, S. G (1997). Formação de professores: saberes da docência e identidade do professor. Nuances, v. 3, n. 1, pp. 5-12. Disponível em: https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/1287224/mod_resource/content/1/Pimenta_Form%20de%20profs%20e%20saberes%20da%20docencia.pdf. Acesso em: 20 dez. 2020.

PIMENTA, S. G.; LIMA, M. S. L (2019). Estágios supervisionados e o Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência: duas faces da mesma moeda? In: Revista Brasileira de Educação, v. 24, pp. 1-20. DOI: https://doi.org/10.1590/s1413-24782019240001. Acesso em: 08 fev. 2021.

PLACCO, V. M. N. de S.; SOUZA, V. L. T. de (2006). Aprendizagem do adulto professor. São Paulo: Edições Loyola.

ROCHA, C. C. T.; FALCÃO, G. M. B.; FARIAS, I. M. S. de (2015). Desenvolvimento profissional de docentes da Educação Básica: o que contam professores supervisores do PIBID no Ceará? In: FARIAS, I. M. S. de; JARDILINO, J. R. L.; SILVESTRE, M. S. (Orgs.). Aprender a ser professor: aportes de pesquisa sobre o PIBID. Jundiaí: Paco Editorial, pp. 95 - 115.

ROLDÃO, M. do C (2007). Função docente: natureza e construção do conhecimento profissional. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v.12, n. 34. DOI: https://doi.org/10.1590/S1413-24782007000100008. Acesso em: 18 jan. 2021.

VÁZQUEZ, A. S (1977). Filosofia da Práxis. Tradução de Luiz Fernando Cardoso. Rio de Janeiro: Paz e Terra.

Downloads

Publicado

29-09-2021

Como Citar

Costa, S. L., Farias, I. M. S. de, & Menezes, E. A. de O. (2021). A aprendizagem da docência aportada no PIBID: apontamentos iniciais. Da Investigação às Práticas: Estudos De Natureza Educacional, 11(2), 92–117. https://doi.org/10.25757/invep.v11i2.265

Edição

Secção

Artigos